Minha conspiração, nossa conspiração.

“When the night has come
And the land is dark
And the moon is the only light we’ll see
No I won’t be afraid, no I won’t be afraid
Just as long as you stand, stand by me

(Stand by Me ~ John Lennon)
Esses dias são bonitos. São dias de felicidade, uma felicidade boba de estar aqui, como sempre. Mas com uma idéia, algo para animar o coração… Por mais que esteja só: não só. Eu sempre, sempre volto… já devia imaginar 🙂

Furta-me o sonho…

Eles estão por toda parte. Se infiltram e agem naturalmente. Há os distintos, há os comuns. Ninguém nota, ninguém vê… Um dia alguém observa mínimos detalhes: a verdade obscura que lhes preenche.
Eles negam. Mas sabe-se que não admitem. E negam, e negam, e negam. E continuam sua jornada: roubando sonhos, copiando sonhos… copiam a experiência alheia, tomando-a como própria.
Mentira infantil… arte descartável. Pecam contra si mesmos, pois o artista se supera, o fraudulento se envergonha.
E quando se pensa que há a consciência, não há. Observa-se nas novas safras, nos trabalhos copiados… na alergia de gastar tempo e aprender… Tempo precioso, por que não vêem?
Roubar sonhos parece-lhes doce. Cultivar sonhos… Para quê? – diriam.
Pobres. Pobres. Pobres em dignidade…
E subleva-me. Que vem de sublevare, palavra Latina já presente em tantos dos meus poemas… desde a rebeldia do amor até poesias que consistiam momentos decisivos.
(Pausa para nostagia)
De uma certa forma estou decepcionada. Não-triste, não-alegre. “Indo” – como diria o David. Guardo uma expectiva de anos. E acredito: dessa vez eu desisto. Ele não vai responder.
Resta-me o consolo de minhas teorias. Teorias. Será tão mau ficar só na teoria?
(Um tempo depois)
Já notaram minha capacidade para mudar de assunto no mesmo texto? 😛

Dia dos pais

“Eu acho interessante como uma menina pode gostar das músicas da minha época” – disse papai, durante o café, referindo-se as músicas dos Beatles/Lennon que eu cantarolava convidando-o para, nas horas seguintes, assistirmos o DVD Lennon Legend.
E foi tão fofo ouvir essa frase, que eu penso nisso cada vez que ouço essas músicas.
TE AMO DO TAMANHO DO MUNDO PAPAI!!!

Algumas pérolas, e como brilham!

Não perguntem a mim. Na verdade, eu nem disse nada!
Disse o nobre – sim porque todos eles são nobres, pobres de nós meros mortais – deputado João Bastos, uma das frases mais interessantes da noite de ontem: “Eu fiquei com Baba, eles com Ali Baba e os trezentos ladrões”.
Acordo às seis da manhã, vou para a Universidade. Dois períodos, aula de Filosofia. Professor Silvestre propõe uma exposição de idéias sobre a atual conjuntura política nacional, em especial sobre Impeachment. E com todo meu receio sempre presente para falar em público, sou uma das que lidera o lado “Contra” da coisa.
Algumas farpas depois, já depois do intervalo, o colega – nobre, de fato – escreve no quadro a frase mais interessante que já ouvi à respeito do circo todo:
“Impeachment não é papel higiênico para limpar o Brasil da m****. Há que ser feita uma lavagem intestinal.”

Tenho dito.
Fifo


H-i-l-á-r-i-o.
Quem me conhece sabe que não sou partidária, que como muitos tinha medo de Lula, e como poucos não tenho realmente fé no governo e muito menos a ingenuidade de achar que tirando o presidente tudo muda.
Sobre a lavagem “profunda” (!), ao chegar em casa e fazer a checagem diária ao Charges, a Charge do dia é nada mais, nada menos que CPI da Orgia, que só comprova a tese do Fifo.

Idades

Quando somos crianças temos tantas ilusões bonitas. E não falo de Papai Noel, Coelhinho da Páscoa ou Fada do Dente – até porque eu nunca acreditei em nenhum desses – temos uma ingenuidade, a chamada crença nas pessoas. E como machuca ver que as coisas não são bem assim, não é mesmo?
Numa dessas tantas conversas comigo, cheguei a conclusão, mais uma em tantas outras vezes, de que não adianta se fechar na concha (só um pouquinho!). Esse blog é um exercício de uma menina tímida, que volta e meia se arrepende, e se orgulha, e se concentra em mantê-lo.
E que gosta imensamente de ver pessoas que realmente se interessam por suas palavras, reclamando sua falta de zê-lo. Seria injusto listar uns ou outros. São todos os que dizem algo, por palavras ou por smilies no msn.
Mudei o design. Não era pra ficar nem dois dias (huahuahua), muito simples só mesmo para me possibilitar alterar a estrutura do site. Estrutura alterada em quase 90%, decididas algumas outras particularidades. Só preciso de cores! C-o-r-e-s! Até breve!